Search form

Números 10

As duas trombetas de prata

1O Senhor disse a Moisés:

2— Faça duas trombetas de prata batida. Elas serão usadas por você para convocar a congregação e para dar o sinal de partida dos arraiais. 3Quando tocarem as duas trombetas, toda a congregação se ajuntará a você à porta da tenda do encontro. 4Mas, quando tocar uma só, se ajuntarão a você os chefes, os cabeças dos milhares de Israel. 5Quando vocês derem um toque de alarme, partirão os arraiais que estão acampados do lado leste. 6E, quando derem um segundo toque de alarme, então partirão os arraiais que estão acampados do lado sul. Para a partida, deve soar um toque de alarme. 7Para reunir a congregação, devem tocar as trombetas, mas não na forma de alarme. 8Os filhos de Arão, sacerdotes, tocarão as trombetas; e isto será para vocês por estatuto perpétuo de geração em geração.

9— Quando, na sua terra, vocês saírem a lutar contra os inimigos que os oprimem, também tocarão as trombetas na forma de alarme, e diante do Senhor, o Deus de vocês, haverá lembrança de vocês, e serão salvos de seus inimigos. 10Também nos dias de alegria, e nas festas fixas, e no princípio de cada mês, toquem as suas trombetas sobre os seus holocaustos e sobre os seus sacrifícios pacíficos, para que sejam por memorial diante do seu Deus. Eu sou o Senhor, o Deus de vocês.

Os israelitas partem do Sinai

11No segundo ano, no segundo mês, aos vinte dias do mês, a nuvem se ergueu de sobre o tabernáculo da congregação. 12Os filhos de Israel puseram-se em marcha, partindo do deserto do Sinai, jornada após jornada; e a nuvem repousou no deserto de Parã. 13Assim, pela primeira vez, se puseram em marcha, segundo o mandado do Senhor, por Moisés. 14Primeiramente partiu o estandarte do arraial dos filhos de Judá, segundo as suas turmas; e sobre o seu exército estava Naassom, filho de Aminadabe. 15Sobre o exército da tribo dos filhos de Issacar estava Natanael, filho de Zuar, 16e sobre o exército da tribo dos filhos de Zebulom estava Eliabe, filho de Helom.

17Então desarmaram o tabernáculo, e os filhos de Gérson e os filhos de Merari partiram, levando o tabernáculo. 18Depois, partiu o estandarte do arraial de Rúben, segundo as suas turmas; e sobre o seu exército estava Elizur, filho de Sedeur. 19Sobre o exército da tribo dos filhos de Simeão estava Selumiel, filho de Zurisadai, 20e sobre o exército da tribo dos filhos de Gade estava Eliasafe, filho de Deuel. 21Então partiram os coatitas, levando as coisas santas; e o tabernáculo era levantado até que estes chegassem.

22Depois, partiu o estandarte do arraial dos filhos de Efraim, segundo as suas turmas; e sobre o seu exército estava Elisama, filho de Amiúde. 23Sobre o exército da tribo dos filhos de Manassés estava Gamaliel, filho de Pedazur, 24e sobre o exército da tribo dos filhos de Benjamim estava Abidã, filho de Gideoni.

25Então partiu o estandarte do arraial dos filhos de Dã, formando a retaguarda de todos os arraiais, segundo as suas turmas; e sobre o seu exército estava Aiezer, filho de Amisadai. 26Sobre o exército da tribo dos filhos de Aser estava Pagiel, filho de Ocrã. 27E sobre o exército da tribo dos filhos de Naftali estava Aira, filho de Enã. 28Nesta ordem, puseram-se em marcha os filhos de Israel, segundo os seus exércitos.

Moisés roga a Hobabe que vá com eles

29Moisés disse a Hobabe, filho de Reuel, o midianita, sogro de Moisés:

— Estamos de viagem para o lugar de que o Senhor disse: “Eu o darei a vocês.” Venha conosco! Nós o trataremos bem, porque o Senhor prometeu boas coisas a Israel.

30Mas Hobabe respondeu:

— Não irei. Prefiro voltara à minha terra e à minha parentela.

31Moisés insistiu:

— Por favor, não nos deixe, porque você sabe que devemos acampar no deserto; e você nos servirá de guia. 32Se vier conosco, faremos a você o mesmo bem que o Senhor Deus fizer a nós.

33Assim, partiram do monte do Senhor e caminharam durante três dias. A arca da aliança do Senhor ia adiante deles durante esses três dias, para encontrar um lugar de descanso para eles. 34A nuvem do Senhor pairava sobre eles de dia, quando partiam do arraial. 35Quando a arca partia, Moisés falava: “Levanta-te,b Senhor, sejam espalhados os teus inimigos e fujam diante de ti os que te odeiam.” 36E, quando a arca parava, Moisés dizia: “Volta, ó Senhor, para os milhares de milhares de Israel.”

Nova Almeida Atualizada 2017

Sociedade Bíblica do Brasil trabalha para que a Bíblia esteja, efetivamente, ao alcance de todos e seja lida por todos. A SBB é uma entidade sem fins lucrativos, dedicada a disseminar a Bíblia e, por meio dela, promover o desenvolvimento integral do ser humano. Você também pode ajudar a Causa da Bíblia! NAA © 2017 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados.

More Info | Version Index